Buscar
  • Maria Tereza Gomes Basile

FAZER UMA BOA REDAÇÃO ENVOLVE MÚLTIPLOS ASPECTOS

Atualizado: Mai 12

Para uma boa elaboração textual, preste atenção em todos esses elementos:


- Fique atento ao tema e ao estilo de redação proposto, que pode ser:


Estilos de Redação - por Maria Tereza Gomes Basile - coordenadora da Basile Estudo Orientado - Aulas Particulares Não fuja do tema e procure tratá-lo de forma abrangente e impessoal. - Usar a norma culta. Não usar gírias e abreviações. - Exponha suas ideias de forma organizada e bem estruturada! Se tiver dificuldade, peça ajuda até incorporar o processo e ficar apto a fazer isso sozinho! - Para escrever bem é necessário ler, estar por dentro dos assuntos da atualidade, ter informações sobre o mundo, conhecer um pouco de arte, ir ao cinema, visitar exposições, a fim de possuir conteúdo e argumentos para colocar e debater. - Também é necessário praticar muito! Escrever à mão e ter alguém para analisar a estrutura linguística e corrigir seus erros gramaticais, ortográficos e de concordância é muito útil e eficaz para que você progrida e escreva cada vez melhor! Maria Tereza Gomes Basile psicopedagoga Diretora da Basile Estudo Orientado – Aulas Particulares Estilos de redação Dissertação Na dissertação, o assunto deve ser debatido e discutido criticamente tendo como base opiniões fundamentadas. Pela regra, o texto dissertativo é estruturado em introdução, desenvolvimento e conclusão, formato que permite ao estudante expor o tema, defender seu ponto de vista através de argumentos e elaborar um desfecho persuasivo do assunto. Nessa modalidade, verbos e pronomes em primeira pessoa, bem como períodos longos, são substituídos por termos impessoais e objetivos, mais comuns na terceira pessoa do singular, e frases curtas. Gírias, termos coloquiais e gerúndio também devem ser evitados. Narração No texto narrativo, a problemática deve ser apresentada em formato de história, com detalhamento dos personagens envolvidos e do tempo e espaço onde é deflagrado o episódio. Basicamente estruturado por verbos de ação e advérbios de tempo e lugar, esse estilo também conta com introdução, desenvolvimento e conclusão, acrescido de conflito e clímax. Geralmente, são utilizados verbos e pronomes em primeira e terceira pessoa. Além disso, nesse gênero, o estudante tem mais liberdade para usar a imaginação e abusar da função emotiva e poética. Descrição De forma geral, descrição consiste na ação ou efeito de enumerar as partes essenciais de um ser. Isso significa que o texto descritivo deve ser constituído por um relato minucioso, representado pelos cinco sentidos (visão, tato, paladar, olfato e audição) e fidedigno à imagem real do animal, pessoa, ideia ou objeto tratado. Normalmente, ele é dividido em objetivo, quando a descrição é precisa, e subjetivo, quando permite mais de uma interpretação do leitor. Verbos de ligação, como ser e estar, são muito utilizados nesta modalidade, assim como adjetivos. Carta Normalmente apresentada de forma descontraída, no caso de contatos pessoais, ou com formalidade, em circunstâncias de reivindicações, por exemplo, a carta argumentativa é a modalidade mais cobrada nos vestibulares. Estruturada em cabeçalho (local e data), saudação (vocativo inicial), corpo do texto e assinatura, a redação em carta deve apresentar o ponto de vista do autor em seu início, meio e fim. Como é endereçada a alguém, a carta também conta com uma linguagem específica. Palavras em primeira pessoa, vocativos e verbos no imperativo são utilizados com frequência nesta modalidade. Estilo Jornalístico Nos casos de textos escritos em linguagem jornalística, a objetividade, clareza e impessoalidade predominam. Os principais dados, como o que, quem, quando, onde, como e por que, devem ser informados já no primeiro parágrafo, mais conhecido como lead. Em notícias e reportagens, prevalece o caráter informativo do texto, enquanto em editoriais e artigos, a opinião do autor é sustentada por argumentos. Voz ativa, frases curtas e palavras simples são usadas com frequência nesta modalidade. Por outro lado, artigos indefinidos e pronomes possessivos e demonstrativos devem ser evitados. Resenha Uma resenha é um texto em forma de síntese que expressa a opinião do autor sobre um determinado fato cultural, que pode ser um livro, um filme, peças teatrais, exposições, shows etc. Comentário Geralmente, as universidades cobram a produção de comentários em situações que envolvem ambientes virtuais, como um fórum de discussão, por exemplo. Nesse gênero textual, os estudantes possuem mais autonomia na escrita, contudo, o texto deve ter um propósito, fundamentado nos elementos fornecidos pelo material de apoio e em argumentos. A linguagem deve ser clara, sintética, coloquial e principalmente adaptada ao meio eletrônico, se este for o ambiente apresentado. Neste caso, o caráter dissertativo é substituído pela função opinativa. Maria Tereza Gomes Basile - Tetê Psicopedagoga - diretora da Basile Estudo Orientado - Aulas Particulares #redacao #redação #dicas_de_redacao #dicas_de_redação #estilos_de_redacao #estilos_de_redação






1 visualização0 comentário